DESENVOLVIMENTO SOCIAL LANÇA PROJETO CONTRA EXPLORAÇÃO SEXUAL INFANTOJUVENIL

DIAMANTINA, 12.07.2018 – “A exploração sexual infantojuvenil, principalmente a doméstica, é um câncer que precisa ser extirpado de nossa sociedade. Temos a função social de denunciar às autoridades todo e qualquer tipo de violência contra nossas crianças e adolescentes. Quem se omite diante de uma situação dessa também está cometendo crime, pois passa a ser considerado conivente com o criminoso”. O desabafo foi do prefeito Juscelino Brasiliano Roque durante a abertura, na manhã desta quinta-feira, dia 12, do Projeto Abraçar, elaborado e já colocado em prática pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e que visa desenvolver campanhas junto à comunidade e, principalmente, às entidades públicas e privadas para que haja denúncia em caso de abuso sexual às crianças e adolescentes.
O evento aconteceu no auditório da Superintendência Regional de Ensino e contou com a presença também da secretária municipal de Desenvolvimento Social, Maria do Carmo Pereira da Silva; do secretário municipal de Educação, Sérgio Luiz Nascimento; do promotor de Justiça, Paulo Márcio da Silva; da delegada de Polícia Civil, Kíria Orlandi; do inspetor escolar da SRE, Cícero José dos Santos; do vice-prefeito Adauto Genésio Lopes, além de diretores e professores da rede pública de ensino e de representantes dos CRAS Regional I – Rio Grande, CRAS Regional II – Palha, CRAS Regional V – Bom Jesus, e do CREAS.
A intenção, segunda a secretária Maria do Carmo Pereira, é estender essa iniciativa à todas as camadas da sociedade diamantinense. “Em momento algum podemos ser omissos e fechar nossos olhos diante de um crime tão bárbaro e covarde como é o abuso sexual de crianças e adolescente. Vamos insistir para as pessoas que cometem este crime sejam presas, julgadas e condenadas. Também temos que observar mais a reação das pessoas abusadas sexualmente, muitas vezes elas tentam nos falar com os olhos e, infelizmente, acabamos não percebendo a agonia dessas pessoas porque estamos preocupados mais com nossos problemas do que com os problemas alheios”, revelou a secretária.
Já o secretário municipal de Educação, Sérgio Luiz Nascimento, garantiu que “todos os servidores da SME serão mobilizados para que também abracem a campanha e ajudem a propagar essa ideia. É preciso que mobilizemos o maior número de pessoas possíveis para que possam divulgar o Projeto Abraçar pelos meios de comunicação disponíveis, como é o caso das redes sociais”. O promotor Paulo Márcio disse que “o Ministério Público, como caixa de ressonância dos problemas da sociedade, absorve constantemente casos de abusos sexuais de crianças e adolescente oriundos de denúncias por parte de pessoas indignadas com este tipo de crime. A sociedade deve agir como uma sociedade de fato e não se omitir diante de fatos que prejudiquem a integridade física e psicológica dos nossos jovens, muitos indefesos diante de seus algozes”.

PREFEITURA MUNICIPAL DE DIAMANTINA
NOSSO MAIOR PATRIMÔNIO É VOCÊ!