Diamantina é finalista do Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor JK 2016

Pelo segundo ano, o prefeito Paulo Célio participa do Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Juscelino Kubitschek (PSPE) 2016. Neste ano, em sua 9ª edição, o Sebrae Minas recebeu projetos de 184 cidades inscritas, que foram avaliados por técnicos da Fundação João Pinheiro (FJP), destas, trinta cidades chegaram à fase final da competição. A cerimônia de premiação foi realizada na última quarta-feira (27/04) na sede do Sebrae em Belo Horizonte.

Nessa edição, Paulo Célio concorreu com o projeto “Plano Estratégico de Desenvolvimento Econômico sustentável de Diamantina com foco nas Micro e Pequenas Empresas”, na categoria “Melhor Projeto”, que premia a iniciativa mais abrangente de estímulo aos pequenos negócios. Tendo como maior objetivo o crescimento sustentável, foi elaborado um plano estratégico e implementadas importantes ações tais como, cursos de licitação para os gestores públicos, implantação da unidade Minas Fácil, da nota fiscal eletrônica, criação do protocolo eletrônico, projeto de educação empreendedora, de sinalização urbana, plano estratégico de Turismo, dentre outros.

Com essas ações realizadas, importantes resultados foram alcançados, tais como: 100% das Escolas Públicas Capacitadas pelo Projeto Educação Empreendedora, redução do prazo de abertura das empresas de 30 para 9 dias, elevação do número de MPEs participantes de licitações, de 14% para 60%, aumento do número de MEI formalizados; abertura de 1.250 novas empresas no município, decorrentes da implantação do Minas Fácil, redução do tempo médio para atendimento e finalização dos requerimentos de Protocolo eletrônico, de 35 para 12 dias.

Realizado a cada dois anos, o prêmio visa reconhecer os prefeitos que mais estimulam o desenvolvimento das micro e pequenas empresas (MPE) em seus territórios.  O 9º PSPE abrangeu municípios de todas as regiões mineiras e os projetos inseridos em nove categorias: Implementação e Institucionalização da Lei Geral, Compras Governamentais de Pequenos Negócios, Desburocratização e Formalização, Pequenos Negócios do Campo, Inovação e Sustentabilidade, Inclusão Produtiva com Segurança Sanitária, Municípios Integrantes do G100 e Melhor Projeto (1º, 2º e 3º lugares).

As oito cidades que conquistaram o prêmio foram: Capitólio, Curvelo, Janaúba, Ipanema, Patrocínio, São Gonçalo do Rio Abaixo, Taiobeiras e Uberaba (dois troféus).