Diamantina na luta contra o Aedes Aegypit

O conjunto de todas essas ações contra o mosquito transmissor de Dengue, Chikungunya, Zika e Febre Amarela viabilizou, inclusive, a diminuição drástica de pernilongos na cidade.

Segundo o Ministério da Saúde, o Brasil registrou 424 casos de febre amarela e causou 137 mortes em 80 municípios, dos quais 49 são em Minas Gerais. Houve registro de casos também nos estados Espírito Santo, São Paulo, Bahia, Tocantins e Rio Grande do Norte.

Em Minas Gerais, no início de 2017, a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) foi notificada sobre a ocorrência de casos suspeitos de febre hemorrágica em municípios das regiões de Teófilo Otoni, Coronel Fabriciano, Manhumirim e Governador Valadares, com a ocorrência de morte de primatas, conhecida como epizootia.

Estes fatos ligaram, em todo o país, o alerta vermelho para intensificação do combate ao aedes aegypti, mosquito transmissor de Dengue, Chikungunya, Zika e da Febre Amarela urbana.

E em Diamantina, este trabalho não foi diferente. A Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria Municipal de Saúde/Divisão de Zoonoses, desenvolveu várias ações para prevenção, controle e combate do mosquito.

Iniciou a aplicação de Fumacê em 07 de fevereiro, cobrindo toda a cidade, depois recomeçou a aplicação do inseticida em 03 de março fazendo nova cobertura em todos os bairros de Diamantina. Além disso, visitas para orientação e eliminação dos focos e mosquitos da dengue em 100% das residências da sede, ação de saúde e educação no controle e combate ao mosquito nas escolas .

Em parceria com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Rural realizaram-se mutirão de limpeza na cidade, limpeza dos córregos, limpeza em Maria Nunes, no garimpo de Areinha.

O conjunto de todas essas ações contra o mosquito transmissor de Dengue, Chikungunya, Zika e Febre Amarela viabilizou, inclusive, a diminuição drástica de pernilongos na cidade.

Para que estas ações de fato surtam efeito e para que Diamantina fique livre dessas doenças, a parceria da população nesta luta é indispensável. É preciso que todos façam sua parte, mantendo limpos os quintais, lotes, eliminando água parada e descoberta em locais que possam servir de criadouros. Essa luta é de todo mundo!

Com apenas 10 minutos por semana você faz a checagem rápida nos locais onde o mosquito costuma colocar seus ovos. Eliminando esses focos, você protege a saúde da sua família e dos seus vizinhos. Vamos lá, faça a sua parte. É um tempo muito pequeno para um ganho tão grande.

Saiba Mais: https://goo.gl/LW0SgI

17021406_974386619362381_1271667710973279678_n

WhatsApp Image 2017-03-15 at 18.45.47

ASCOM – Prefeitura Municipal de Diamantina / MG