Prefeitura de Diamantina instala Conselho Municipal de Economia Solidária

Criado a partir da Lei nº 3.917/2016, que dispõe sobre a Política de Fomento à Economia Popular Solidária, o Conselho Municipal de Economia Solidária de Diamantina teve seus membros eleitos e empossados, na I Assembleia Geral realizada em 29 de julho. A eleição ocorreu no Auditório do Centro Administrativo, através do voto de participantes de empreendimentos e de entidades inscritas previamente.

Compõem o Conselho oito membros e seus respectivos suplentes, sendo quatro representantes do Poder Público Municipal, Estadual e/ou Federal, dois representantes de empreendimentos de Economia Popular Solidária e dois representantes de entidades de fomento à Economia Popular Solidária, representando a sociedade civil. Durante dois anos, os conselheiros eleitos estarão responsáveis por fiscalizar e contribuir na formulação de políticas públicas voltadas para esse segmento.

Antecedendo o processo eletivo, a representante Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares do Vale do Jequitinhonha (ITCP-UFVJM), professora Tarcila Montovan Atolini explanou sobre a Política Nacional de Economia Popular Solidária e o Diretor do Centro Comunitário Infantil Padre Romano Merten, Padre José Carlos Stoffel, que dissertou sobre a Política Municipal de Fomento à Economia Popular Solidária.

Em seguida, o prefeito Paulo Célio, ressaltou a importância da criação do Conselho Municipal de Economia solidária, sugerindo para o aumento do fomento da Economia Popular solidária (EPS) no município fosse feita uma previsão orçamentária no PPA, LOA e LDO, a verificação pelo Conselho da viabilidade de repasse da arrecadação tributária de empreendedoras minerais e imobiliários como condicionantes de apoio ao fomento da EPS, deu a ideia também de criar uma moeda social com o nome de Burrusquê, dinheiro local de Diamantina criado pelo  Bispo Dom João Antônio dos Santos em 1.850.

A gerente municipal de Economia Solidária, Denise Amador dos Santos, eleita presidente do órgão declarou, “é uma honra fazer parte deste que é o primeiro Conselho de Economia Solidária de Diamantina.”

O evento também contou com a participação das Secretarias Municipais de Desenvolvimento Social, de Cultura, Turismo e Patrimônio, Desenvolvimento Agropecuário e Meio Ambiente, de Fazenda,  representante da Casa da Glória- UFMG, da Cáritas Arquidiocesana de Diamantina, do IDENE, do Instituto Humanitas Fraternidade, do Projeto Caminhando Juntos – Procaj,  da Associação Arte Rural – Planalto de Minas, da Associação Mulheres em Ação, da AGRIFAP- Planalto de Minas, do Grupo Águia de Ouro –  São João da Chapada, do Grupo Doce Vida – São João da Chapada, do Grupo Galinha Pluz – São João da Chapada, da Associação Grande Vitória – São João da Chapada, da Associação Sabor do Vale – Maria Nunes, da Associação de Artesões Sempre Viva – Galheiros, da Associação Arte Tear – Curralinho e da Associação Mulheres em Ação.

Confira a composição do Conselho eleito:

Presidente Denise Amador dos Santos, servidora da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social

Vice-Presidente: Tarcila Montovan Atolini representando a Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares do Vale do Jequitinhonha (ITCP-UFVJM

Secretária Executiva: Katiany Aparecida Otoni Dayrell Pinto, representante da Cáritas Arquidiocesana de Diamantina

Secretária – Executiva: Marcineia dos Anjos Aguiar – representante da Associação Arte Rural

Tesoureira: Dayse Maria Viveiros – representante da Secretaria Municipal de Finança

Vice- Tesoureiro: Maria da Piedade Gomes – representante da Associação Artesões de Sopa

Aberta ao público, as reuniões do Conselho Municipal de Economia Solidária acontecem toda segunda sexta-feira do mês na sala de reunião da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social às 09h.