PACH avança em Diamantina

A requalificação da Praça JK está para ser iniciada a qualquer momento. O projeto elaborado pelo corpo técnico da Prefeitura, já foi aprovado, a obra licitada, e a Ordem de Serviço emitida. Com tudo pronto, aguarda-se a manifestação da Caixa Econômica Federal (CEF) para iniciar a execução. A requalificação da praça Dom Joaquim também elaborada pelos técnicos municipais já foi aprovada pelo IPHAN e aguada manifestação da CEF para licitação.

Em estágio adiantado, estão os seis projetos em elaboração, sendo eles a restauração e requalificação do imóvel do antigo Diamantina Tênis Club, restauração da Casa da Intendência (antiga prefeitura), do Casarão dos Orlandi, do Prédio da Secretaria de Cultura, do antigo Hotel Roberto e a requalificação Urbanística do largo Dom João e Praça Sagrado Coração de Jesus. Quatro deles já tiveram o projeto executivo final entregue, estando os mesmos sob a análise dos órgãos competente.

Em fase de finalização, os projetos de restauração do antigo Hotel Roberto e do Casarão dos Orlandi já foram encaminhados para Brasília e aguardam análise do Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Essas duas edificações abrigarão uma biblioteca com um café e a Orquestra Sinfônica de Diamantina, respectivamente.

Bem avançadas também estão as propostas de intervenção para a restauração e requalificação do imóvel do antigo Diamantina Tênis Club e a restauração da Casa da Intendência – antiga prefeitura. Os mesmos estão em análise de adequação às recomendações do IPHAN em Diamantina e equipe técnica da Prefeitura, para breve envio a Brasília. Para a antiga casa da Intendência está previsto um espaço adequado para fomento e comercialização do artesanato local, além de salas de exposições permanentes e itinerantes e um espaço multiuso. O Diamantina Tênis Club voltará a exercer seu papel dinâmico na paisagem da cidade com a bela arquitetura do Niemeyer.

Por se tratar de intervenção em área pública, a concepção da requalificação urbana do Largo Dom João e Praça Sagrado coração de Jesus aguarda a manifestação da Cemig para posterior envio e aprovação da Caixa Econômica Federal. De todos, este projeto é o mais amplo e complexo. Pretende-se dar uma nova dinâmica de uso para o local com um amplo espaço para manifestações culturais e eventos.

Já a Casa da Cultura aguarda para este primeiro trimestre a entrega dos projetos executivos pela empresa vencedora da licitação. O Casarão terá seu uso público mantido, sendo preservada e restaurada todas as suas características arquitetônicas.