Pesquisa auxilia futuras ações para o Carnaval de 2016

Em reunião realizada no gabinete do Prefeito, Paulo Célio, com a comissão do Carnaval de Diamantina, a Secretaria de Cultura, Turismo e Patrimônio (SECTUR) de Diamantina apresentou os principais resultados do Carnaval 2015, identificados pela pesquisa “Perfil do Turista e impactos Econômicos” realizada em parceria com a Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM).

auditório de reunião

Ao abrir o encontro o secretário de Cultura, Turismo e Patrimônio, Walter Cardoso França Junior, ressaltou que via de regra o Carnaval de 2015 foi positivo, sem registro de incidente na área do Mercado Velho. Observou ainda que o Mercado, desde a segunda-feira, após o encerramento do Carnaval, está passando por um processo de restauração pela Equipe de Restauro formado por funcionários da Prefeitura e do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).
Com a pesquisa, a Prefeitura tem o objetivo de identificar o perfil do folião que chega a cidade e levantar dados concretos sobre os acertos e demandas de 2015 para assim, oferecer a cada ano um Carnaval mais qualificado e seguro. Realizada no período de carnaval pelos alunos da UFVJM, sob a coordenação da diretoria de turismo da SECTUR, a pesquisa ouviu 992 carnavalescos.

Pela pesquisa, em comparativo com os anos anteriores o público masculino ainda supera o feminino, a maioria está entre 19 e 26 anos, porém tem um crescimento da faixa etária de 31 a 40 anos, e 77% souberam do carnaval por amigos. Pela amostra, 38,7% tem ensino superior completo, 29,2% tem segundo grau e 22% superior incompleto;49,9% veio de veículo próprio ou de ônibus, sendo 21,1% fretado e 14,9% de linha. Com relação à hospedagem, a maior frequência é de casas alugadas seguida por casa de amigos, repúblicas e hotéis.

Indagados se perceberam as mudanças efetivadas no Carnaval de 2015, 69,8% dos entrevistados disseram que sim e acharam positivas, destacando como as mais notadas as novas apresentações artísticas (45,3%), a melhoria na segurança (7,3%), a organização (6,3%) e a limpeza urbana (5,3%). Mais de noventa por cento dos foliões ainda afirmaram que aprovaram a programação e voltariam ao Carnaval.
Outros pontos positivos, observados pelos participantes da reunião foram a segurança pública, que com uma atuação mais preventiva e rigorosa obteve a redução do número de ocorrência grave, a limpeza urbana e dos banheiros químicos disponibilizados na cidade.

Encerrando a reunião, Paulo Célio enfatizou que o sucesso de todo e qualquer empreendimento depende da convergência de esforços e união de todos envolvidos. “Avançamos muito, o salto de 2014 para 2015 foi incrível. Se houve falhas, vamos corrigir e qualificar o Carnaval de Diamantina cada vez mais”, enfatizando a necessidade de no próximo ano realizar uma atuação mais incisiva para cercear a atividade irregular dos ambulantes.

Também estavam presentes, o secretário Municipal de Fazenda Márcio Antônio Miranda de Souza, a promotora Luciana Teixeira Guimarães Chistofaro, além das autoridades civis e militares, incluindo-se a Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Guarda Civil Municipal (GCM); e representantes, ainda, da Copasa, Secretaria de Estado de Fazenda, Bat Caverna, Bartucada, das ruas da Quitanda e Campos Carvalho; setores da Administração Municipal incluindo-se Turismo, Saúde, Fiscalização, Desenvolvimento Urbano e Rural Defesa Civil.